domingo, dezembro 28, 2008

A ORIGEM DO BEM...


Eu sempre acreditei que a única coisa que ainda nos faz existir é o medo ou consideração que o ser humano tem de Deus (seja ele qual for).

As pessoas em sua maioria só fazem algo bom (ou deixam de fazer algo ruim) por um "incentivo"...do tipo "Deus não vai gostar disso e vou pro inferno!!!" ou "se eu fizer isso, vou para o céu!", ou então pelo que vai se acumular em seu Karma...etc (rs).

Imaginem um mundo onde cada um fizesse o que quisesse!
Onde nenhuma moral norteasse ninguém!
Motivos religiosos foram responsáveis pela maior parte das mortes de nosso mundo, mas num ambiente mais ameno,sem fanatismos, acredito que a religião sirva para acalmar os ânimos e dar certa consciência para as pessoas.

O ser humano deveria ter em si o equilíbrio entre maldade e bondade, mas a maioria se desvia, geralmente pro mal...
É difícil você ver uma pessoa que seja boa por natureza, que faça o bem sem interesses, sem esperar por nada em troca. Nem mesmo de Deus...

Modéstia à parte, a coisa que mais me gratifica nesse mundo é poder ajudar alguém, e é de coração. Eu nunca espero nada em troca, mas também não espero ingratidão, que é o que mais recebi (por isso meu medo de gente, eu acho...). E o mais engraçado que é sempre inversamente proporcional ao que fiz pela pessoa. Quanto maior foi meu sacrifício por alguém, pior é a ingratidão que recebo.

Um amigo me fez pensar sobre o assunto, ao me dizer que era ateu...e por ser uma das pessoas de melhor coração que já conheci.

E isso não é só minha opinião sobre ele...é a de muita gente.

Daquelas pessoas que você acha que não existem. Sempre pronto pra ajudar qualquer um, de coração.Sempre bem humorado, prestativo, tranquilo, brincalhão, fofo! (ele não gosta quando eu o chamo assim! hehehe).

Daí eu fiquei a pensar qual seria a origem do bem, pois sempre se fala da origem do mal...

Talvez ele saiba...

Da minha parte, acho que são só pessoas bobas que ainda tem esperança num mundo melhor e fazem sua parte sem se importar que o resto não se importe nem um pouco... (^_^)'

2 Comments:

Blogger Sensatus said...

Também já pensei muito sobre isso. Fico feliz em saber que existem pessoas que gostam de fazer o bem grattuitamente. Isto é...eu gosto...mas às vezes tenho a sensação que estou sozinha nessa caminhada. Dá uma lida no texto que escrevi há um tempo...fala exatamente disso.

http://sensatu.blogspot.com/2008/04/ser-ou-no-ser-bom.html

Penso que a religião é um grande incentivo para fazer o bem, mas só ela não basta, tem que querer de coração.

Abraços

segunda-feira, dezembro 29, 2008 6:51:00 PM  
Blogger Sensatus said...

Isso de fazer o bem para mim ainda é muito misterioso. Sou uma daquelas pessoas que se abala profundamente com o sofrimento alheio. Para mim é como se toda a dor do mundo não fosse normal, como se fosse minha responsabilidade. Fico pensando que tenho de fazer algo que possa ajudar muitas pessoas. Mas ainda não descobri o que... às vezes quando me vejo muito ocupada e percebo que não ando fazendo muito de concreto me sinto mal. Enquanto isso, acho que meus pequenos gestos possam fazer alguma diferença, pelo menos para aqueles que estão próximos, ou então, pelo menos não fazer mais mal ainda e fazer só as escolhas certas.

Abraços

terça-feira, dezembro 30, 2008 5:42:00 PM  

Postar um comentário

<< Home